7 Características Básicas Para Você Gerar Mais Sucesso Para Sua Vida (Garantido!) 0

7 Características Básicas Para Você Gerar Mais Sucesso Para Sua Vida (Garantido!)

Posted on

A estrada para o sucesso é um caminho que avança e está sempre em construção.

Todos nós temos sonhos e idéias do que queremos para nossa vida.

O Sucesso é um processo contínuo de estar crescendo emocional, social, espiritual, fisiológica, intelectual e financeiramente, enquanto se contribui de alguma forma positiva para outros.

O poder para alcançar aquilo que queremos está adormecido dentro de nós. Temos que procurar uma maneira de acorda-lo!

Algumas pessoas são capazes de alcançar o sucesso quase do dia para a noite. Veja Steve Jobs, por exemplo, era um garoto de jeans, sem dinheiro, que pensou na idéia de um computador doméstico e ergueu a empresa Fortune 500, mais rápido do que qualquer pessoa na história. Veja pessoas na indústria de diversão, como Steven Spielberg ou Bruce Springsteenm, ou homens de negócios, como Lee Iacocca ou Ross Perot. O que eles têm em comum, além do prodigioso e espantoso sucesso?

A resposta, claro, é Poder!

Não encare o poder como algo negativo, venal ou suspeito. Nem pense nele como algo para conquistar pessoas ou como algo para ser imposto.

Poder é uma constante no mundo. Você modela suas percepções, ou alguém as modela para você. Você faz o que quer fazer, ou cumpre os planos que alguém faz para você.

O Poder supremo é a habilidade de produzir os resultados que mais deseja e criar valores para outros no processo. Poder é a habilidade de mudar sua vida, de dar forma às suas percepções, fazer com que as coisas trabalhem a seu favor e não contra você. O poder verdadeiro é compartilhado, não imposto. É a habilidade de definir as necessidades humanas e resolvê-las, tanto as suas como as das pessoas que lhe são caras. É a habilidade de dirigir seu próprio reino pessoal, seu processo de pensamentos, seu comportamento. Assim você consegue com precisão os resultados que deseja.

Nos tempos primitivos, poder era simplesmente uma questão de fisiologia. Aquele que fosse o mais forte e o mais rápido tinha o poder de dirigir sua própria vida, assim como as daqueles a sua volta. Com o desenvolvimento da civilização, o poder resultava de herança. O rei, cercando-se com os símbolos de seu reino, governava com autoridade inconfundível. Outros podiam conseguir poder por sua ligação com ele. Então, no começo da Era Industrial, capital era poder. Aqueles que tinham acesso a ele dominavam o processo Industrial. Todas essas coisas ainda são válidas. É melhor ter capital do que não tê-lo. É melhor ter força física do que não ter. No entanto, hoje, uma das maiores fontes de poder é derivada do conhecimento especializado.

Vencer, Sucesso, Liderança

Hoje vivemos na idade da informação. É uma época em que novas idéias, movimentos e conceitos mudam a todo instante. Essa nova era vem por meio de livros, filmes e chips (unidades de memória) de computador, como uma tempestade de dados para serem vistos, sentidos e ouvidos. Como John Kenneth Galbraith escreveu: “Dinheiro é o combustível da sociedade industrial. Mas, na sociedade da informática, o combustível, o poder, é o conhecimento. Vê-se agora a estrutura de uma nova classe dividida entre aqueles que têm informação e os que devem atuar na ignorância. Esta nova classe não tem seu poder no dinheiro, ou na terra, mas no conhecimento”.

E a chave do poder hoje é acessível a todos. Nos tempos medievais, se você não fosse o rei, teria grande dificuldade em tornar-se um. Se não tivesse capital no começo da Revolução Industrial, as possibilidades de consegui-lo eram muito poucas. Mas, hoje, qualquer um que tenha acesso a certas formas de conhecimento especializado tem condições de criar uma corporação e mudar o mundo.

O conhecimento especializado necessário para transformar a nossa vida estão em cada livraria, lojas de vídeo, bibliotecas. Podemos adquiri-las através de conferências, seminários e cursos. As listas de best-sellers estão cheias de obras de conselhos para o desenvolvimento pessoal. Então, por que, algumas pessoas conseguem resultados extraordinários, enquanto outras só passam perto? Por que não somos todos capacitados, felizes, ricos, saudáveis e bem-sucedidos?

A verdade é que isso só não basta. Se tudo que precisássemos fossem idéias e pensamentos positivos, então todos os nossos sonhos estariam realizados. Todo sucesso está relacionado com ação. É na ação que os resultados são obtidos. O conhecimento é somente um poder potencial, até que chegue às mãos de alguém que saiba como transformá-lo em ação efetiva. Ou seja, a definição da palavra poder é “habilidade de agir”.

“A Grande Finalidade Da Vida Não É Conhecimento, Mas Ação”. – Thomas Henry Huxley

O que fazemos na vida, o que imaginamos e dizemos para nós mesmos, como movemos e usamos os músculos de nossos corpos e expressões faciais determinarão quanto usaremos do que conhecemos.

Com frequência, ao ver pessoas bem-sucedidas, caímos na besteira de pensar que elas estão onde estão por terem algum tipo de dom especial. No entanto, se pararmos para analisar essas pessoas bem-sucedidas descobriremos que o maior dom que elas têm em relação às pessoas comuns é a sua habilidade de agir. É um “dom” que qualquer um pode desenvolver dentro de si mesmo. Afinal, outras pessoas tinham o mesmo conhecimento que Steve Jobs. Outras, além de Ted Turner, poderiam ter percebido que a televisão a cabo tinha um enorme potencial econômico. Mas Turner e Jobs foram capazes de agir e, ao fazerem isso, mudaram a maneira como muitos de nós vivenciamos o mundo.

Nós produzimos duas formas de comunicação com as quais elaboramos a experiência de nossas vidas: a primeira, as comunicações internas, que são as coisas que imaginamos, dizemos e sentimos dentro de nós mesmos; a segunda, são as denominadas comunicações externas, expressas por palavras, tonalidades, expressões faciais, postura de corpo e ações físicas para nos comunicarmos com o mundo. Toda comunicação que fazemos é uma ação, uma causa posta em movimento, e todas as comunicações têm alguma espécie de efeito em nós e nos outros.

O poder da comunicação é incrível. Aqueles que o detêm mudam a sua própria experiência do mundo e as experiências do mundo sobre si mesmos. Aqueles que afetam os pensamentos, sentimentos e ações da maioria de nós são aqueles que sabem como usar esse instrumento de poder. Tome como exemplos: John F. Dennedy, Thomas Jefferson, Martin Luther King, Franklin Delano Roosevelt, Winston Churchill e Mahatma Gandhi. O que eles têm em comum? Eles foram mestres comunicadores. Foram capazes de pegar suas visões e comunicá-las aos outros com tanta coerência que influenciaram as maneiras de agir e pensar das massas. O meio que essas pessoas usam para mudar nossas comunicações é o mesmo que usamos para nos mudar.

O seu nível de comunicação com o mundo exterior determinará seu nível de sucesso com os outros: pessoal, emocional, social e financeiramente. E mais ainda, o nível de sucesso que você experimenta internamente: felicidade, alegria, prazer, amor ou qualquer outra coisa que deseje é o resultado direto de como você se comunica consigo mesmo. Como você se sente não é o resultado do que está acontecendo em sua vida, é a sua interpretação do que está acontecendo. A vida de pessoas de sucesso tem nos mostrado que a qualidade de nossas vidas não é determinada pelo que está acontecendo conosco, mas pelo que fazemos com o que acontece.

É você quem decide como se sentir ou agir, baseado nas maneiras que escolheu para perceber sua vida. Nada tem significado algum, exceto aquele que nós lhe damos. A maioria de nós já tem esse processo de interpretação automático, mas podemos retirar esse poder e logo mudar nossa experiência do mundo.

“Para Casa Esforço Disciplinado Há Múltiplas Recompensas”. – Jim Rohn

As pessoas que conseguiram dominar o poder da comunicação caminham com êxito na estrada do sucesso. Elas seguiram os 4 passos da “Fórmula do Sucesso Definitivo”.  O primeiro passo é saber seu resultado, ou seja, definir metas. O segundo passo é tomar medidas. Você deve fazer o que deve ser feito para criar os resultados desejados. O terceiro passo é saber se os resultados obtidos tiveram êxito ou não, anotar os resultados e aprender com as experiências, sejam elas boas ou ruins. O quarto passo é desenvolver a flexibilidade para mudar seu comportamento até conseguir o que quer.

Veja o Exemplo de Steven Spielberg. Com 36 anos de idade, tornou-se o mais bem-sucedido cineasta da história. Como será que chegou a esse ponto com tão pouca idade?

Aos 13 anos de idade, Spielberg já sabia o que queria: Ser diretor de cinema. Com 17 anos, em um passeio pelos estúdios da Universal, que não incluía os palcos do som, onde estava toda a ação, Spielberg começou a agir. Escapou sozinho para observar uma filmagem. Esbarrou com o chefe do departamento editorial da Universal, que conversou com ele durante uma hora e demonstrou interesse pelas suas idéias.

Obteve experiência com a primeira visita e, assim, mudou sua abordagem. No dia seguinte, vestiu um terno, pegou uma maleta com um sanduíche e doces, e voltou ao local, como se pertencesse ao lugar. Passou de propósito em frente do guarda do portão. Encontrou um trailer abandonado e, usando letras adesiva, afixou na porta: Steven Spielberg – Diretor. Passou o verão junto a diretores, escritores e editores, aprendendo em cada conversa, observando e desenvolvendo mais e mais seu senso de observação sobre o que é importante para fazer cinema.

Com 20 anos, depois de muita persistência, Steven mostrou à Universal um filme modesto que havia montado, e recebeu um contrato de 7 anos para dirigir uma série para a televisão. Conseguira tornar seu sonho realidade.

Sucesso não é um acidente! A diferença entre pessoas que conseguem resultados positivos e aquelas que não conseguem não é um tipo de acaso, caminhos específicos para a superioridade, que estão ao alcance de todos. Todos podem liberar a magia que está dentro de si. Só temos que aprender como mudar e usar nossa mente e nosso corpo de maneira mais eficiente e vantajosa.

Existem muita maneiras para se fazer isso. No entanto, há 7 mecanismos acionadores básicos que podem garantir também o seu sucesso:

CARACTERÍSTICA NÚMERO 1: PAIXÃO.

Todas as pessoas de sucesso descobriram uma razão, um motivo que é consumidor, energizante, quase obsessivo, que as levou a fazer, a crescer, a tornar-se maiores. Isso lhes dá estímulo para reforçar a busca do sucesso e faz com que liberem seu verdadeiro potencial. É paixão o que faz um Peter Rose sempre mergulhar de cabeça na segunda base, como se fosse um principiante, disputando sua primeira partida, na primeira divisão. É paixão o que distingue as ações de um Lee Iacocca de tantos outro. É paixão o que dirige os cientistas de computadores, ao longo de anos de dedicação, para criarem a espécie de conhecimento técnico que colocou homens e mulheres no espaço exterior e os trouxe de volta. É paixão o que faz com que as pessoas deitem tarde e levantem cedo. É paixão o que as pessoas querem em seus relacionamentos. A paixão dá à vida poder, interesse e significado. Não há superioridade sem uma grande paixão, quer seja a aspiração de um atleta, quer seja a de um artista, cientista, pai ou executivo.

CARACTERÍSTICA NÚMERO 2: CRENÇA.

Todo livro religioso fala sobre o poder e o efeito de fé e da crença na humanidade. As pessoas bem-sucedidas diferem, numa escala muito maior em suas crenças, daquelas que falham. Nossas crenças sobre o que somos e o que podemos ser determinam precisamente o que seremos. Se acreditamos em magia, viveremos uma vida mágica. Se acreditamos que nossa vida é definida por limites estreitos, de repente transformaremos esses limites em realidade. O que acreditamos ser verdade, o que acreditamos ser possível torna-se verdade, torna-se possível.

Paixão e crença ajudam a conseguir o estímulo, a propulsão em direção à excelência. Mas só propulsão não é suficiente. Se fosse, bastava pôr combustível em um foguete e mandá-lo, voando ás cegas, para os céus. Além desse poder precisamos de um caminho, um senso inteligente de progressão lógica. Para conseguirmos atingir nosso alvo, precisamos do que vem a seguir.

CARACTERÍSTICA NÚMERO 3: ESTRATÉGIA.

Estratégia é um meio de organizar recursos. Quando Steven Spielberg decidiu tornar-se um cineasta, planejou um caminho que o levaria ao mundo que queria conquistar. Calculou o que queria aprender, quem precisava conhecer e o que precisava fazer. Ele tinha paixão e crença, mas também tinha a estratégia que fez com que essas coisas produzissem o seu maior potencial. Ronald Reagan desenvolveu outras estratégias de comunicação, que usa em uma base sólida para produzir os resultados que deseja. Todo grande apresentador, político, pai ou patrão sabe que não é suficiente ter os recursos para ser bem-sucedido. Devem-se usar esses recursos de maneira mais efetiva. Estratégia é o reconhecimento de que os melhores talentos e ambições também precisam encontrar o caminho certo. Você pode abrir uma porta pondo-a abaixo, ou pode encontrar a chave que a abre e a deixa intata.

CARACTERÍSTICA NÚMERO 4: CLAREZA DE VALORES.

Quando pensamos nas coisas que tornaram grandes os Estados Unidos, lembramo-nos dos sentimentos de patriotismo e orgulho, de tolerância e do amor pela liberdade. Essas coisas são valores, o julgamento fundamental, ético, moral e prático que fazemos sobre o que é importante, o que realmente importa. Valores são sistemas específicos de crenças que temos sobre o que é certo e errado para nossas vidas. São os julgamentos que fazemos sobre o que torna a vida digna de ser vivida. Muitas pessoas não têm uma idéia clara do que seja importante para elas. Muitas vezes, os indivíduos fazem coisas que depois os tornam infelizes consigo mesmos, só porque não são lúcidos sobre o que – inconscientemente – acreditam ser certo para eles e os outros. Quando olhamos para aqueles que alcançaram grande sucesso, eles quase sempre são pessoas com um senso fundamental e claro sobre o que é realmente importante. Pense em Ronald Reagan, John F. Kennedy, Martin Luther King Jr., John Wayne, Jane Fonda. Todos eles tinham visões diferentes, mas o que têm em comum é uma base moral fundamental, um sentido de quem são e por que fazem o que fazem. Uma compreensão de valores é uma das mais gratificantes e desafiadoras chaves para se conseguir excelência.

Como você deve ter reparado, todas essas características se apóiam e se entrelaçam umas nas outras. A paixão é afetada por crenças? Claro que sim. Quanto mais acreditamos que podemos realizar alguma coisa, mais estamos querendo investir em sua realização. A crença, por si só, é suficiente para se conseguir excelência? É um bom começo, mas se você acredita que irá assistir ao nascer do sol e sua estratégia para realizar essa meta é começar a correr para oeste, você poderá ter alguma dificuldade. Nossas estratégias para o sucesso são afetadas por nossos valores? Acertou. Se sua estratégia para o sucesso exige que faça coisas que não combinam com suas crenças inconscientes, sobre o que é certo ou errado para sua vida, então nem mesmo a melhor estratégia dará resultado. Vê-se isso com freqüência em indivíduos que nem bem começam a ser bem-sucedidos e já estão sabotando o próprio sucesso. O problema é que há um conflito interno entre os valores do indivíduo e sua estratégia para a realização deles.

Da mesma forma, todas as quatro coisas que já consideramos são inseparáveis da Energia.

CARACTERÍSTICA NÚMERO 5: ENERGIA.

Energia pode ser o formidável e alegre desempenho de um Bruse Springsteen, ou de uma Tina Turner. Pode ser o dinamismo empresarial de um Donald Trump, ou de um Steve Jobs. Pode ser a vitalidade de um Ronald Reagan, ou de uma Katharine Hepburn. É quase impossível ficar marcando passo, com vagar, em direção à excelência. Pessoas de excelência pegam as oportunidades e modelam-nas. Vivem como que obcecadas pelas extraordinárias oportunidades de cada dia e pelo reconhecimento de que ninguém tem tempo suficiente. Há muitas pessoas neste mundo que têm uma paixão na qual acreditam. Elas conhecem a estratégia, e seus valores estão alinhados, mas não têm a vitalidade física para agir naquilo que sabem. O grande sucesso é inseparável da energia física, intelectual e espiritual que nos permite obter quase tudo o que temos.

CARACTERÍSTICA NÚMERO 6: PODER DE UNIÃO.

Quase todas as pessoas de sucesso têm em comum uma extraordinária capacidade de unir-se com outras, de ligar-se e desenvolver uma relação harmônica com pessoas de diferentes procedências e crenças. De fato há o gênio louco ocasional que inventa alguma coisa que muda o mundo. Mas se esse gênio passa todo seu tempo só, no meio da multidão, ele será bem-sucedido num nível, mas falhará em muitos outros. Os que alcançaram grande sucesso – como os Kennedy, os King, os Reagan, os Gandhi – têm a capacidade de formar laços que os unem a milhares de outros. O maior sucesso não é no palco do mundo. é nos mais profundos recessos de nosso próprio coração. Bem no fundo, todos precisamos formar laços duradouros e afetuosos com os outros. Sem isso, qualquer sucesso, qualquer excelência é, na verdade, vazia.

CARACTERÍSTICA NÚMERO 7: DOMÍNIO DA COMUNICAÇÃO.

A maneira como nos comunicamos com os outros e com nós mesmo é que, no final, determina a qualidade de nossas vidas. As pessoas que se realizam na vida são aquelas que aprenderam a aceitar qualquer desafio que a vida lhe apresenta e a comunicar a experiência para si mesmas de uma forma que as faça mudar as coisas com sucesso. As pessoas que falham recebem as adversidades da vida e aceitam-nas como limitações. Aqueles que modelam nossas vidas e nossa cultura são também mestres de comunicação para outros. O que têm em comum é a habilidade de comunicar uma visão, uma indagação, uma alegria, ou uma missão. O domínio da comunicação é o que faz um grande pai, um grande artista, um grande político ou um grande professor.

CONCLUINDO…

Este artigo é um pequeno resumo do primeiro capítulo do grande livro “PODER SEM LIMITES” – de Anthony Robbins. Na primeira parte do livro, você aprenderá como se responsabilizar e dirigir seu próprio cérebro e corpo com mais eficiência do que conseguia antes. Trabalhará com fatores que afetam a maneira como você se comunica consigo mesmo. Na segunda parte, aprenderá como descobrir o que na realidade você quer da vida e como pode comunicar-se mais eficazmente com os outros, assim como ser capaz de antecipar espécies de comportamento que diferentes tipos de pessoas, com certeza, criarão. A terceira parte verá através de uma perspectiva mais larga e global como nos comportamos, o que nos motiva, e como podemos contribuir em um nível mais amplo e extrapessoal. Refere-se a como usar as práticas aprendidas e tornar-se um líder.

O livre é realmente formidável. Com ele aprendi as 7 mentiras do sucesso, a respirar corretamente, sobre a alimentação perfeita, estabelecer objetivos, definir metas, entre outras coisas.

Então o livro é mais do que recomendado, é uma leitura obrigatória para você que quer alcançar o sucesso tanto na vida pessoal quanto profissional.

Para facilitar a sua vida deixei uma pesquisa de preços bem aqui ==> “Poder Sem Limites de Anthony Robbins #preços”.

Um Grande Abraço e Muito Sucesso.

João Barreto

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: